Inventando fábulas

O coello é un animal que aparece moito en fábulas mozambiqueñas. Os alumnos de 6º de primaria, logo da lectura de ‘O coelho e o leao’,do libro “Contos do río Zambeze” que nos deixou amilton Bito, fixeron as súas propias fábulas, pero con animais galegos. Así, os protagonistas entre outros foron: cans, gatos, ratos, abellas, vacas, moscas…O alumnado realizounas sobre animais que coñecen ben.

Aquí vos deixamos cinco exemplos para compartir cos amigos de Mozambique e esperamos as suas quando reciban o libro de fábulas que enviamos a ESIL.

“O can e o home”
” A discusión das avispas e das abellas”
“O gato e o can”
“O pequeno coello”
“As moscas e as vacas”

Escritores moçambicanos

O professor Amilton Bito envia uma resenha para partilhar com a escola SMM.

Paulina Chitziane
Nasceu em 1955 no sul de Moçambique e é considerada a primeira mulher romancista moçambicana. Publicou “Balada de Amor ao Vento” “O sétimo Juramento”, Na mão de Deus” e “Niketche” uma história de amor. Tem publicado vários contos na imprensa moçambicana.

Mia Couto

Nome literário de António Emílio Leite Couto. Nasceu na província de Sofala no centro de Moçambique em 1955. É biólogo e escritor traduzido em mais de vinte línguas. O seu romance “Terra Sonâmbula” foi distinguido como um dos 12 melhores livros africanos do séc.XX com uma adaptação ao cinema. Publicou mais de 20 obras, entre poemas, crônicas e romances. É o escritor moçambicano mais traduzido e divulgado no estrangeiro. Quase todas as súas obras estão traduzidas ao espanhol.

José Craveirinha – Nasceu em Maputo em 1922 e morreu em 2003. Considerado autodidacta, iniciou a sua actividade como jornalista no “Brado Africano” um jornal com profunda militância nacionalista. É o mais consagrado poeta moçambicano tendo recebido o prémio Camões em 1991. Publicou “Karingana Ua Karingana”, “Xigubo”, “Cela I”, “Maria”, “Babalaze das Hienas” e outros.

Deixamos aquí uma fábula que foi utilizada na escola ESIL com o plano lector de Santa María do Mar para a alfabetização dos meninos da escola que não falam português.

Menino gordo comprou um balão
e assoprou
assoprou com força o balão amarelo.

Menino gordo assoprou
assoprou
assoprou
o balão inchou
inchou
e rebentou!

Meninos magros apanharam os restos
e fizeram balõezinhos.

Daniel Castelao e Ramón Piñeiro

Estes son os nomes dos escritores galegos aos que também se dedicou um Día das Letras Galegas e que tiveram grande relevância na sociedade galega.

Daniel R. Castelao foi unha figura central na cena cultural e política galega de principios do século XX.

Ramón Piñeiro fixo un labor d esencial para a supervivencia do legado galeguista durante a Ditadura franquista.

Vamos tentar compartir mais informação sobre literatura e contos en galego de outras etapas educativas e adorariamos poder saber de escritores de Moçambique.